Mundo Missionário

7 TIPOS DE AMBIENTES MISSIONÁRIOS NECESSÁRIOS PARA FAZERMOS MISSÕES


Quero iniciar esta nova reflexão com algo altamente óbvio: Se todos estivessem na chuva todos ficariam molhados.

Ficou assustado quando vejo num ambiente de oração, pessoas que não conseguem se animar, aumentar o volume da sua voz e sentir a presença real de Deus.

Se estivermos num Ambiente Missionário, o espírito predominante, a tônica desse ambiente deveria ser esta, uma atmosfera carregada de empolgação, alegria e fervor.

  1. AMBIENTE DE EMPOLGAÇÃO

Ambiente Missionário é um ambiente empolgante, contagiante e expansivo. Não poderia haver olhos secos, pés desagradáveis e bocas fechadas. 

​(Romanos 10.15) “E como pregarão se não forem enviados? Como está escrito: Como são agradáveis os pés dos que anunciam o evangelho da paz, dos que anunciam as boas novas!”

Não é possível estar em um ambiente Missionário e não ser envolvido por ele.

Não é possível estar na sala do banquete e ter o coração fechado, triste e indiferente.

As melhores contribuições missionárias ocorrem logo após um tema empolgante de Missões.

Nossos púlpitos se enchem de pessoas dispostas a ir pelo Mundo depois de uma mensagem carregada de emoção.

De todos os títulos que tenho ou conquistei, o mais lindo é o de ser chamado de Missionário. Colaborar com Deus no resgate das vidas é o máximo das honrarias.

Existem no mundo todo, heróis que salvaram alguém de um incêndio, de uma enchente ou que auxiliaram no nascimento de uma vida em um ambiente precário.

Já vi resgate de animais que o herói recebeu aplausos, reportagens e medalhas de honra.

Deus com maior razão trabalha com um sistema de recompensas infalíveis, por isso, e por outras coisas mais, me animo cada dia mais em continuar usando meus talentos de escritor dentro da minha linha editorial, Missões.

  1. AMBIENTE DE COPIOSIDADE

Todas as coisas, todas as contribuições e todas as palavras em um ambiente de Missões deveriam ser de Copiosidade, isto é, abundante.

Se o mundo e o seu sistema fizeram abundar o pecado, Deus por sua vez chega com sua multiforme graça e faz superabundar. ​(Romanos 5.20) “… Mas onde o pecado aumentou, a graça superabundou.”

Onde havia uma vida imergida na infrutuosidade, na sequidão e na esterilidade, se torna por causa do evangelho, uma vida copiosa, abundante e prolífica.

Não é possível que um coração em um Ambiente Missionário, não produza uma frase, uma expressão e uma ampla oração, com um vocabulário abundante e novo.

Em um Ambiente Missionário não podemos trabalhar com a Restrição, falar pouco, escrever pouco, amar pouco. (Salmos 45.1) “De boas palavras transborda o meu coração. Ao rei consagro o que compus; a minha língua é como a pena de habilidoso escritor.”

Já houve um intento no Novo Testamento de fazer calar e proibir a voz da Missão, mas não temos como parar. (Marcos 9.38) “Disse-lhe João: Mestre, vimos um homem que, em teu nome, expelia demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não seguia conosco.”

Os Missionários sempre terão uma palavra nova, abundante e prazerosa a compartilhar a respeito daquilo que foi vivido em Missões. Existem púlpitos e plataformas onde podemos contar o que Jesus tem feito.

Sempre fiz da Internet um púlpito no ar. Fico muito feliz quando vejo que sites e blogs de terceiros reproduziram e multiplicaram meus escritos, difundindo o conteúdo deste púlpito virtual.

  1. AMBIENTE DE MOVIMENTO

Prestem atenção em todos os movimentos que acontecem nos versículos abaixo, cada coisa da natureza obedece a um curso, uma ordem e uma lei. Apenas os seres humanos se cansam e param, ficam diferentes e perdem suas motivações e suas obras se detêm, ou se divergem.

(Eclesiastes 1.5 -7) “Levanta-se o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, onde nasce de novo. O vento vai para o sul e faz o seu giro para o norte; volve-se, e revolve-se, na sua carreira, e retorna aos seus circuitos. Todos os rios correm para o mar, e o mar não se enche; ao lugar para onde correm os rios, para lá tornam eles a correr.”

Sol, vento e rios cumprem sua rotina, seus movimentos e sua missão. (Gênesis 8.22) “Enquanto durar a terra, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.”

Apenas os humanos se questionam, entram em dúvida e resolvem parar. Apenas os humanos insensíveis se negam a ajudar, a fazer misericórdia e acham que não precisam cumprir com a sua Missão.

É muito gostoso o Movimento Missionário, por que ele não é gerado por motores propulsores, mas pelo Espírito de Deus. Felizes são aqueles que se deixam ser levados, impulsionados e guiados pelo mover do Espírito.

  1. AMBIENTE DE OPORTUNIDADE

Outros ambientes se disputam vagas, há filas de espera, mas em Missões algo paradoxal acontece. Não há disputa, não há fila, porém esta faltando voluntários dispostos a fazer o que as outras gerações deixaram.

Deus chama insistentemente os homens para encomendar a eles uma Missão? Mas só irão para as Missões aqueles que se deixaram se envolver e aceitarem esta oportunidade.

Ide por todo o mundo, é uma ordem, mas Deus não forçará ninguém a ir.

Precisamos entender que fazer Missões é uma oportunidade linda, sabia e gratificante. Quem aceitar ir para as Missões é muito mais importante que participar de qualquer oportunidade do governo, é melhor que passar em um concurso público, é mais ilustre que uma formação acadêmica.

  1. AMBIENTE DE ALEGRIA

A alegria do Ambiente Missionário começa no céu, onde seres angelicais, incorruptos, que não precisaram ser redimidos como os homens, mas como eles são eternos, acompanharam nossa história desde a criação, estabelecimento na terra e a queda, mas o que mais produz alegria a eles é a nossa história de resgate.

Alegram-se ao ver como os seres humanos são transladados de um reino de trevas a um reino de luz, de um estado de condenação para um estado de perdão, quando se arrependem e recebem a Jesus como Senhor e Salvador, eles fazem festa do céu.

Deus por sua vez sempre está enviando mais alegria a terra, aquela alegria que vem num formato de força e deixa-a disponível nestes ambientes Missionários onde vivem e agem os seus convocados, seus comissionados e seus chamados. (Neemias 8.10) “… porque a alegria do Senhor os fortalecerá.”

Os discípulos de Jesus viveram uma alegria exuberante na sua Missão, até parece estranho, mas eles sentiam alegria, gozo até mesmo nas tribulações. (Atos 5.41) “Os apóstolos saíram do Sinédrio, alegres por terem sido considerados dignos de serem humilhados por causa do Nome.”

  1. AMBIENTE DE FERVOR

Quem ofereceu a oportunidade de ir pelo mundo todo levando sua Palavra, também ofereceu o Poder do seu Espírito, pois a Missão requer Fervor. Se a comparo com uma grande maquinaria humana, o Fervor seria o combustível para fazê-la trabalhar incansavelmente.

Pode até serem escassos nossos recursos em Missões, e faltar algumas coisas para a nossa comodidade, porém o Fervor não pode se ausentar de nossos ambientes, seja ao redor da mesa num momento familiar, seja atrás de um púlpito num momento congregacional, ou seja, diante de uma barreira a ser enfrentada, se o Fervor estiver aceso como uma chama em mim, tudo será mais fácil.

Paralelo e intrinsecamente a todos os avivamentos ocorridos na história da igreja, Missão com Fervor foi sempre o ambiente que mais tempo durou como uma tocha acessa. Quando o fervor começou a fracassar a missão deixou de ter sua paixão.

  1. AMBIENTE DE GENEROSIDADE

Dos sete ambientes que mencionei neste artigo, o propósito de deixar ele por último, é para que seja o primeiro a ser lembrado, depois de terminar sua leitura.

Sem Generosidade é impossível fazer Missões. Ela não deve ser apenas o ambiente mais gostoso, mas o clima mais desejável e o espírito mais dominante de nossos lugares acadêmicos, eclesiásticos e familiares.

A Generosidade é algo gostoso de ver e de sentir, ver como o Espírito Santo a usa nos ambientes Missionários, em corações de pessoas inflamadas pelo amor, dispostas a compartilhar do que tem e do que recebem de Deus para com os outros.

A Generosidade não é uma virtude apenas de uma pessoa com maiores possessões, mas inclusive ela transparece em corações menos abastados de recursos.  Se Cristo esta nele, não há cristão pobre, por ser generoso. A pobreza se manifestará a alguém por fechar sua mão e seu coração, ainda que seus depósitos, celeiros e contas estejam repletos.

Todos os Missionários que conheço e seus familiares são generosos, eu mesmo gosto muito de abençoar outras vidas, outros Missionários e penso que todos os Missionários deveriam estar com seus corações inundados com esta atitude.

Pr. Teófilo Karkle

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Tem alguma Pergunta ou Comentário?

Deixe uma resposta

O livro Viver de Missões está no Black Friday até dia 30 de novembro. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: