Mundo Missionário

PSICICULTURA MISSIONÁRIA, A CULTURA DE PESCAR HOMENS.


Mas o que é a Piscicultura? O termo Piscicultura colocado no titulo deste Artigo, extraímos da Cultura de Criar Peixes em viveiros e açudes, principalmente nas águas doces, como sempre estamos abordando temas de Missões nos nossos Artigos, surgiu então a ideia de criar um texto fazendo referencia a Piscicultura Missionária.

Todo Missionário é um Pescador de Homens, as praticas deste oficio são adquiridas em salas de aulas dos cursos de Evangelismo, dentro dos Institutos Teológicos, ou então em cursos mais especializados conhecidos como Missiologia.

Todos aqueles que se sentem chamados por Deus para ser Missionários, sentem também uma forte necessidade de receber preparos adequados, ainda que, a maior capacitação vem de Deus e no exercício da profissão.

No mundo real, se observas pescadores de todos os tipos, alguns com a velha vara de cará e a latinha de leite condensado cheio de minhocas para as iscas enquanto outros com artículos evoluídos.

Nossa intenção não é ensinar praticas de pesca, tais como: local, ambiente, tipo de peixe que quer pescar, o silencio na hora da pescaria, etc., mas fazer uma conscientização para despertar novos Pescadores de Homens para esta nova geração de Pescadores de Homens.

O termo “Pescadores de Homens” foi criado pelo próprio Jesus, quando ele começou escolher seus primeiros discípulos.

O termo e o tema “Pescadores de Homens” é coisa muito seria e santa, jamais esta expressão poderá servir de brincadeiras amorosas na boca de ninguém. Já ouvi mulheres falando que estão à procura de um Marido para si, e a expressão usada foi: “Aquele que cair na minha Rede esta presa!”

Veja neste vídeo uma quantidade enorme de peixes, assim poderia ser, no momento que decidir a ser Pescador de Homens.

ONDE JESUS ENCONTROU OS “PESCADORES DE HOMENS?”

Veja como foi interessante a maneira que Jesus escolheu seus Discípulos, onde ele foi encontrar homens para serem “Pescadores de Homens.”

Jesus não passou pelas Sinagogas para encontrar ali homens preparados, conhecedores da palavra de Deus do Antigo Testamento. Homens que frequentavam as sinagogas estavam cheio de regras, legalismo, e não se sujeitariam e nem saberiam as praticas de uma boa Pescaria.

Jesus foi pelos Campos, de onde se inspirou para inventar suas parábolas para o Reino dos Céus, mas ali também não achou homens.

Passou pelas ou pelas Portas das cidades, onde aconteciam praticamente todos os negócios da época, onde assinavam contratos, vendiam, compravam, julgavam, mas nenhuns daqueles homens teriam um coração especialmente desenhado para a Missão de serem Pescadores de Homens.

Jesus, sendo de profissão carpinteiro, andou pelas Praias do Mar da Galileia e ali encontrou quatro Pescadores de Peixes, Simão, André, Tiago e João, os quais foram convidados para serem “Pescadores de Homem.”

A RAPIDEZ COM QUE PESCADORES DE PEIXES, SE TORNARAM PESCADORES DE HOMENS.

Rapidamente aqueles pescadores ali do litoral da Galileia, homens simples, mas esforçados, aceitaram o Convite de Jesus para serem “Pecadores de Homens.”

Jesus sabia que eles seriam capazes de assimilar sua Profissão de Pescadores, que fariam uso de suas Habilidades e Táticas de Pescadores com a Tarefa que Jesus estava encomendando a eles.

Só Jesus tinha como fazer isso Diretamente, sem passar por nenhuma escala de hierarquia, como para irem crescendo, aprendendo e amadurecendo, como se faz com os Obreiros de hoje em dia.

Hoje nós precisamos primeiro encontrar os Homens e as Mulheres para serem chamados para o Evangelho e com o passar dos tempos estes chamados para o Evangelho poderão ser Chamados para o oficio de “Pescadores de Homens.”

Precisamos deixar bem claro o texto de Mateus 22.14 “Muitos são chamados (para o Evangelho) e poucos são Escolhidos (para o Ministério), assim devemos entender o texto bíblico.

Um período de tempo será necessário para treinar os Chamados para o Ministério, assim como Jesus estiveram três anos, ensinando em terreno aos seus doze discípulos.

Nos tempos de Jesus, era rápida a mudança de vida de um pecador para um discípulo, inclusive a mesma rapidez acontecia com mulheres, bastava uma ordem: Vai em Paz e não peques mais, isso era suficiente para a pessoa mudar de vida e abandonar o pecado.

A Samaritana se converteu, ela que tinha cinco maridos. Maria de Magdala, que era prostituta e tinha sete demônios, se converteu no mesmo dia que ouvir Jesus, perdoando seus pecados. Zaqueu se converteu numa visita que Jesus fez em sua casa. Nicodemos se converteu de veras, e dele temos uma prova irrefutável de sua conversão, pois mais a frente ele participa do sepultamento de Jesus. “E foi também Nicodemos (aquele que anteriormente se dirigira de noite a Jesus), levando quase cem arráteis de um composto de mirra e aloés”. (João 19:39)

PSICULTURA MISSIONÁRIA, UM TEMA PRIORITARIO PARA NÓS.

O texto que conta a seleção dos Discípulos de Jesus para que fossem “Pescadores de Homens” esta em Marcos 1:16-20

Andando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e seu irmão André lançando redes ao mar, pois eram pescadores. E disse Jesus: “Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens. No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram. Indo um pouco mais adiante, viu num barco Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, preparando as suas redes. Logo os chamou, e eles o seguiram, deixando Zebedeu, seu pai, com os empregados no barco.”

Queremos chamar sua atenção para os dois Evangelistas, Mateus e Marcos, observem que eles fizeram menção das mesmas palavras de Jesus em questão de fazer “Pescadores de homens”, e a expressão está logo nos inícios dos Evangelhos, assim:

Mateus 4:19 “E disse Jesus: Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens.”

Marcos 1:17 “E disse Jesus: Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens.”

Essa questão de colocar logo de inicio representa que logo no inicio da nossa fé, temos que estar dispostos a seguir a Jesus e se prontificar a serem Pescadores de homens.

ESTA SE ESCASSEANDO O NÚMERO DE PESCADORES.

Estamos fazendo Missões através do Mundo Missionário desde 1991 e o nosso carro chefe é o Conteúdo Missionário, nossos propósitos sempre foram de dar a conhecer os muitos aspectos do Mix Missionário: Artigos Missionários, Infográficos Missionários, Imagens Missionárias, Cursos Missionários, Frases Missionárias.

Através de Artigos pretendemos ir Conscientizando, despertando, levantando recursos para esta nobre tarefa que é fazer Missões.

Mais uma vez, e com grande urgência, colocamos aqui mais um chamado, um convite, um desafio, estamos nunca época tão premente, tão urgente, nunca houve tanta Necessidade de “Pescadores de Homens.”

Existem vagas, portas abertas, oportunidades, em todas as Nações, principalmente naquelas que ainda não foram Cristianizadas, para milhares de Pescadores de Homens.

O numero de Missionários na década da Colheita em 1988, aumentou consideravelmente, mas hoje o numero de Pescadores está ficando escasso.

O projeto da Década da Colheita teve seu início em 1988, quando líderes das Assembleias de Deus ao redor do mundo reuniram-se nos Estados Unidos da América, com o objetivo de tomarem uma iniciativa conjunta em favor da evangelização mundial, lamentavelmente a igreja não tem lançado uma nova Campanha nestes últimos 20 anos.

DEVERIAMOS CRIAR UMA NOVA DÉCADA E CHAMAR-LA DÉCADA MISSIONÁRIA.

Precisamos lançar as Redes, nos mares desta terra. Precisamos fazer Coaching de Piscicultura Missionário para treinar novos Missionários.

Precisamos reforçar os Pescadores que ainda permanecem em alto mar lançando a Rede do Evangelho.

Eles precisam renovar suas Munições, e a melhor coisa é ir levar em mãos, indo até eles, (não mandar por Sedex). Quem sabe alguns precisam de uma Nova Embarcação, outros de munições de pesca, e ainda outros estão precisando de alguém para ajudar a puxar a rede.

É triste, mas é verdade, 99,9% dos Missionários estão trabalhando sozinhos, com quase nada de recurso, enquanto isso a igreja esta em terra, como a tribo de Rubens no Cântico de Débora. Juízes 5:15-16

Nas divisões de Rubens houve muita inquietação… Por que vocês permaneceram entre as fogueiras a ouvir o balido dos rebanhos? Nas divisões de Rubens houve muita indecisão.” Essa tribo não se ofereceu nem se comprometeu, em participar da guerra contra Jabim.

Em 1990, no início da Década da Colheita no Brasil, precisava-se do trabalho de seis crentes, para ganhar uma única pessoa para Cristo no ano e hoje?

QUE ESTA PASSANDO COM OS PESCADORES DE HOMENS QUE DEIXARAM DE PESCAR?

Tem muita gente falando de Missões e nunca foram para as Missões.

Tem muita gente ensinando Pescar e nunca foram na Pratica Pescadores de Homens.

Tem muitos Pescadores que já deixaram de Pescar homens, guardaram as suas Redes e tem buscado outras atividades que são lucrativas, mas, lucrativa só aqui na terra, pois Pescar Homens tem uma Lucratividade eterna, tem uma Recompensa no céu.

Os Pescadores se encheram de atividades, só não estão pescando.

Têm irmãos, crentes evangélicos, que sabem tudo sobre Peixes, da natureza dos Peixes, da Psicologia dos Peixes, dos Lugares onde Encontrar os Peixes, só não estão pescando.

Muitas igrejas Criam Departamentos de Pesca, escrevem Manuais de Pesca, fazem Gráficos e Estatísticas de Pesca, Congressos de Pesca, mas tudo morre ali mesmo.

Tem Pastores que levantam Orçamento para a Pesca, mas quando olha para a cor do dinheiro, da pena de aplicar e o dinheiro na Pescaria e acabam dissolvendo em atividades da igreja local.

Igrejas aplicam centenas de Reais nas Gráficas mandando reproduzir suas Matérias de Pesca, suas Literaturas exclusivas para ensinarem as Metodologias de Pesca, mas não estão pescando.

Missionários que voltam de suas Pescarias, se dedicam apenas a falar de Peixes, a contar suas Experiências com Peixes, escrevem suas memórias, vende seus DVDs, só não estão pescando.

Alguns Missionários quando voltam são homenageados pela Pescaria que fizeram isso lhes enchem o ego, e com tantos status, títulos e honras, dificilmente voltam a pescar.

Missionários quando voltam, são convidados a fazer parte da Diretoria de Pesca da Igreja local e por causa do Cargo, também deixam de pescar.

Alguns Missionários deixaram de Pescar, porque as igrejas deixaram de mandar Munições de Pesca para eles, principalmente para aqueles que foram longe, em alto mar.

Outros tiveram poucos resultados com suas Pescarias e ficaram decepcionados com suas Pescas que guardaram suas Redes e seus Barcos, para nunca mais voltar a Pescar.

Qual é a sua Situação? Por que você parou de Pescar, Missionário? Deixe seu Comentário aqui a baixo, conte-nos a sua Historia de Pescaria em Alto Mar.

Vou ser enfático: Quem não esta pescando não pode ser chamada de Pescador!

Os Peixes estão pulando dentro do barco como nos mostra este vídeo a seguir.

Quero que ouçam este lindo vídeo e deixem o Espírito Santo falar melhor ao seu coração.

 

 

 

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Tem alguma Pergunta ou Comentário?

Deixe uma resposta

O livro Viver de Missões está no Black Friday até dia 30 de novembro. Dispensar

%d blogueiros gostam disto: